Ban

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Orly e o Lobo de Wall Street.







Sabes, Orly, estava olhando, há pouco, a postagem que fizeste, na qual tentavas bancar o humilde, o manso, o “coitadinho”.

Aí, lembrei-me daquela ocasião, em 2010, em que gritavas histericamente, ameaçando até bater em um deficiente físico, que não fizera o trabalho do jeito que havias mandado.

E pensei comigo: só mesmo quem não conhece de perto o Orly, pra acreditar em toda essa “mansidão” e “humildade”...

É claro que o sujeito nunca dirá nada, né Orly?, já que depende de ti, pra manter o DAS. Mas todos sabemos – eu, tu, ele e os poucos que se encontravam na Griffo, naquele dia, um deles já até agoniado com tamanha violência – que isso aconteceu, sim.

E não só com aquele deficiente: mas com várias outras pessoas, que foram alvo da tua histeria.

Pensei, também, nessa tua estratégia de bancares o “coitadinho”, até usando a doença da tua irmã (se é que isso é verdade, vindo de um mitômano como tu).

Tal estratégia nem poderia ser diferente, né Orly?, já que a tua base é a propaganda nazista.

Buscas sempre a “santificação”, aos olhos públicos, para “satanizar” o outro.

És sempre a “vítima” de algum “monstro cruel”...

O bom, o indefeso, o honestíssimo Orly...

Honestíssimo???!!!

Orly, tu enriqueceste aplicando estelionato eleitoral, na população do Pará.

Ajudaste a eleger alguns dos piores bandidos que este estado já viu.

Milhares de pessoas estão morrendo, por causa dessa enganação, desse 171,  a que chamas de “trabalho”.

E esses jovens que estão matando e morrendo nas nossas ruas é que são as verdadeiras vítimas, meu caro.

Ao passo que tu, Orly, és muito mais um vampiro, do que qualquer outra coisa.

Há mais de vinte anos, fraudas licitações.

Há mais de vinte anos, ajudas a assaltar o erário.

Nem mesmo o dinheiro da Saúde, em um estado como o Pará, escapou a tua pilhagem.

E se a população paraense tivesse consciência de todo o mal que fazes, já não poderias nem mesmo andar pelas ruas desta cidade.

No entanto, ainda há quem elogie o teu “talento”...

E é por isso que o teu caso me lembra a sensação que tive, ao assistir aquele filme “O Lobo de Wall Street”.

O sujeito era um tremendo vigarista, um pilantra, que enriqueceu enganando um monte de gente, inclusive, velhinhos.

Mas, ao final do filme, muitos ainda diziam: “ah, como ele é inteligente!”; “ah, como ele é esperto!”, “ah, como ele merece todo o dinheiro que ganhou!”.

No fundo, era a perversão moral da sociedade brasileira se manifestando: o bandido é que é o “inteligente”; o bandido é que é o “bacana”.

Confesso que até eu já caí nesse raciocínio enviesado, elogiando o teu “talento”.

E só quando fiquei a pensar sobre esse filme e a reação de muitos,  é que percebi o quanto aquele caso se assemelha ao teu.

Estás com medo, Orly, da investigação do MPF?

Aí, meu caro, só posso é te dizer: deves, sim, ter muito, mas muito medo.

Até porque, como ambos sabemos, tu e os teus companheiros não resistem a uma investigação de verdade.

Quanto a mim, Orly, não tenho rigorosamente nada a perder e já nem me importo de pagar pelos erros que cometi.

Pra mim, o urgente, mesmo, é frear essa matança que tomou conta do Pará. E para isso é fundamental desarticular essa quadrilha, que se instalou no poder e corrompeu todas as instituições.

Lembras, em 2010, quando recusei o emprego que me ofereceste, e tu ironizaste dizendo que eu me sentia uma “pecadora”?

Pois é, Orly, a questão não é a de me sentir “pecadora”: é a de ter uma consciência e uma empatia com aqueles que sofrem, coisas cujo significado, infelizmente, desconheces.

Daí que estou a refletir se vale a pena perder meu tempo com um capacho da tua marca (porque é isso o que és, quando estás diante do teu chefe, o Jatene), ou se o melhor é mirar bem mais acima, dando até uma de camicase, para acabar com essa rede de corrupção e de tráfico de influência do teu governador.

Ainda assim, podes ter certeza, meu caro: é chegada a hora de pagares por todos os crimes que vens cometendo, ao longo dos últimos 20 anos.

E de nada te valerá, Orly, toda essa tua "performance de ovelhinha”.

FUUUIIIIII!!!!!

domingo, 30 de outubro de 2016

A vitória do crime





Que legitimidade tem Zenaldo, hoje reeleito prefeito de Belém?

É esse o xis da questão.

Está cassado, por uso de recursos públicos na campanha dele.

Em outro processo, o próprio juiz diz que o prefeito teria cometido fraude eleitoral, o que, se comprovado, renderá nova cassação.

E ainda há outro processo, tão robusto quanto os anteriores, em que o Ministério Público acusa Zenaldo de transformar a Sesma em um curral eleitoral.

Além disso, há a enorme quantidade de denúncias de compra de votos, registrada hoje.

Tudo isso junto significa que esta foi uma das eleições mais vergonhosas dos últimos tempos.

Perdeu a Democracia, a vontade do eleitor. Ganhou a máquina e todas as piores práticas políticas da história deste país.

Nunca imaginei que Zenaldo, um rapaz mais ou menos da minha idade e com uma bela carreira política, pudesse acabar como um verdadeiro coronel do sertão.

Mas é exatamente isto que foi esta eleição: um pleito à maneira da República Velha.

Zenaldo terminará esse seu segundo mandato? É provável.

Porque as nádegas gordas de algum desembargador sentarão em cima de todos esses processos, impedindo que cheguem a Brasília, onde o novo mandato do prefeito poderia, de fato, perigar.

Hoje, desgraçadamente, vivemos em um estado controlado por uma quadrilha, que se infiltrou em todas as instituições.

Daí a certeza de impunidade, que a faz cometer as piores ilegalidades, em plena luz do dia.

Esta é a verdade que ninguém diz, mas que precisa ser dita: o Pará virou um imenso Bataclan.

Neste fim de mundo, lava-se dinheiro de toda sorte de crimes, e as instituições fazem vista grossa, já que recebem o seu “michêzinho”.

Com raríssimas exceções de integrantes, estão todas mergulhadas em uma rede de corrupção e tráfico de influência, como poucas vezes se viu neste país.

Enquanto isso, milhares de seres humanos estão morrendo em nossas ruas, cada vez mais violentas, e em unidades de Saúde sucateadas.

E quem, no Brasil, se lembrará do Pará?

A não ser para surrupiar as nossas riquezas, só quando a nova barbárie ou carnificina for tão impressionante, que impossível de esconder aos olhos do mundo.

FUUUUIIIIII!!!!

sábado, 29 de outubro de 2016

Explode, coração: na véspera do segundo turno, eleição para Prefeitura de Belém continua indefinida, naquela que já é uma das disputas mais acirradas da cidade.





Pesquisa Ibope divulgada na noite de hoje, 29, aponta empate técnico entre Edmilson Rodrigues (PSOL) e Zenaldo Coutinho (PSDB), que disputam o segundo turno da eleição para a Prefeitura de Belém, cuja votação acontece amanhã, 30. 

Na pesquisa estimulada, diz o Ibope, Zenaldo tem 44% contra 43% de Edmilson. Isso significa um empate técnico, já que a margem de erro é de 4%, para mais ou para menos. 

Além disso, os indecisos são 3% e a quantidade de pessoas que afirmaram que anularão o voto é de 10%. 

85% dos entrevistados afirmaram que a escolha é definitiva, ou seja, não mudarão o voto. 

Mas 13% disseram que ainda poderão mudar o voto e 2% não souberam responder, o que demonstra ainda mais a indefinição da disputa. 

Nos votos válidos (quando são retirados os nulos e indecisos), Zenaldo tem 51%, e Edmilson 49%, permanecendo o empate técnico. 

O Ibope ouviu 602 pessoas, entre os dias 26 e 28 de outubro.

A pesquisa foi encomendada pela TV Liberal, tem nível de confiança de 95% e está registrada sob o número 08366/2016. 

Veja os números do Ibope (na estimulada):
Zenaldo Coutinho (PSDB): 44%

Edmilson Rodrigues (PSOL): 43%

Brancos ou nulos: 10%

Não sabe (indecisos): 3%

Só os votos válidos:

Zenaldo: 51%

Edmilson: 49%

Margem de erro de 4%, para mais ou para menos.



Acertar também aponta empate técnico 

Pesquisa do Instituto Acertar, divulgada pelo jornal Diário do Pará deste domingo (30) também aponta empate técnico na disputa pela Prefeitura de Belém.

Segundo a pesquisa, na estimulada, Edmilson tem 42,5%, e Zenaldo 40%, mas a margem de erro é de 3,1%, para mais ou para menos. 

Além disso, a quantidade de indecisos e de pessoas que declararam que anularão o voto é ainda maior: 17,5%.

Quando são computados apenas os votos válidos, permanece o empate: Edmilson tem 51,5%, e Zenaldo 48,5%.

O nível de confiança do levantamento é de 95%.

A pesquisa do Acertar foi realizada nos dias 27 e 28 de outubro, ou seja, na mesma época do Ibope, e ouviu 1.080 pessoas.

Ela está registrada sob o número 03709/2016.

Veja os números do Acertar (estimulada):

Edmilson: 42,5%

Zenaldo: 40%

Indecisos: 7,5%

Brancos ou nulos: 10%

Só os votos válidos:

Edmilson: 51,5%

Zenaldo: 48,5%

Margem de erro de 3,1%, para mais ou para menos.

Confira no Diário do Pará deste domingo: http://digital.diariodopara.com.br/pc/edicao/30102016/cidade 


Pesquisa da Doxa volta a divergir das demais 

Já na pesquisa da Doxa, que chegou a apresentar Zenaldo 10,2% à frente de Edmilson, na estimulada, um resultado impressionantemente diferente das pesquisas de quatro outros institutos, todas realizadas na mesmíssima semana, o prefeito de Belém agora aparece com uma vantagem de 7,2%.

Segundo a Doxa, Zenaldo teria 46,8%, na estimulada, contra 39,6% de Edmilson, com margem de erro de 3%, para mais ou para menos.

Mesmo nela, porém, os indecisos e os que declararam que anularão o voto somam 13,6%, confirmando a indefinição da disputa.

Diz a Doxa que a confiança de seu levantamento é de 95%.

Ele foi realizado entre os dias 26 e 28 (ou seja, no mesmo período das pesquisas do Ibope e do Acertar) e ouviu 1.110 pessoas. Está registrado sob o número 03386/2016.

Veja os números da Doxa (estimulada):

Zenaldo: 46,8%

Edmilson: 39,6%

Brancos ou nulos: 9,8%

Indecisos: 3,8%

Só os votos válidos:

Zenaldo: 54,2%

Edmilson: 45,8%

Margem de erro de 3%, para menos ou para mais. 


Leia as postagens anteriores da Perereca sobre as pesquisas eleitorais: 

24/10/2016 - “Eleição para prefeito de Belém continua indefinida: indecisos e votos nulos superam “vantagens” de Edmilson e de Zenaldo, mostradas pelas pesquisas”: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2016/10/eleicao-para-prefeito-de-belem-continua.html 

25/10/2016 - “Veritate dá empate técnico entre Zenaldo e Edmilson e confirma número expressivo de indecisos e votos nulos”: http://pererecadavizinha.blogspot.com.br/2016/10/veritate-da-empate-tecnico-entre.html