Ban

segunda-feira, 28 de fevereiro de 2011

Jatene nomeia filhas de desembargador do TJE para assessorias especiais do Governo

Duas filhas do desembargador Constantino Augusto Guerreiro, do Tribunal de Justiça do Estado, teriam sido nomeadas para assessorias especiais pelo governador do Pará, Simão Jatene.
Nos diários oficiais do Estado de 31 de janeiro e de 8 de fevereiro, respectivamente, constam as nomeações de Karla Karime Vasconcelos Guerreiro e de Kamille Kelly Vasconcelos Guerreiro para o cargo de Assessor Especial II, o mais alto desse tipo de assessoramento, com um salário que estaria em torno de R$ 4 mil.
Os nomes que figuram no Diário Oficial são idênticos aos das filhas do desembargador Constantino Guerreiro, conforme se pode ler em sua biografia, no site do TJE.
Se a informação se confirmar – ou seja, se forem de fato as mesmas pessoas – será a primeira vez que se terá um indício mais consistente de um escândalo que há muito se comenta nos bastidores políticos do Pará: a utilização dessas assessorias, que são uma verdadeira caixa preta, como moeda de troca entre o Executivo e o Judiciário.
A prática esconderia não apenas o nepotismo cruzado, mas, um poderoso esquema para manter o Judiciário sob controle.
A distribuição de assessorias com remuneração turbinada para os padrões do estado, entre outros “mimos”, incluiria, também, deputados, prefeitos e vereadores de vários partidos.
Entre as nomeações já efetivadas constariam, também, dois filhos do deputado tucano André Dias (Vitor e André Orengel Dias) e até, possivelmente, a mulher do deputado Raimundo Santos, Belemita Pinheiro dos Santos.
Clique nas fotos abaixo para ver os nomes das filhas de Constantino Guerreiro e os nomes das duas jovens nomeadas Assessor Especial II.  (A página de Constantino está desatualizada: ele já não é mais corregedor do interior, mas, coordenador geral dos Juizados Especiais) 





A Perereca volta já, já com a matéria completa sobre esse impressionante escândalo, até porque as assessorias especiais seriam “cargos fantasmas” – quer dizer, que não existiriam na estrutura do Estado.
Fique com os novos assessores nomeados na última sexta-feira, 25, e hoje.
Com as novas nomeações (e duas exonerações de sexta-feira), a lista agora atinge 436 nomes em apenas dois meses, fora os 40 DAS nomeados para a Governadoria.
Só hoje foram impressionantes 22 nomeações.
25 de fevereiro
Exonerados:
CARLA NAZARÉ JORGE MELÉM Assessor Especial II
RAIMUNDA QUEIROZ DE MELLO Assessor Especial II
Nomeados:
OTÁVIO AUGUSTO CHAVES Assessor Especial II
FERNANDO NOBRE DE OLIVEIRA Assessor Especial II
ADRIANA MARIA MALCHER MEIRA ROCHA Assessor Especial II
LARISSA DA COSTA MAIA Assessor de Gabinete II
MARIA AMÉLIA DA SILVA FERREIRA Assessor de Gabinete II
Hoje, 28 de fevereiro, foram mais 22, levando ao espantoso número de 436 assessores especiais em apenas dois meses – fora os 40 DAS nomeados para a Governadoria.
Veja a lista de hoje:
Assessor Especial I
DANILO EWERTON COSTA FORTES
MARIANA ASSEF MARTINS MENDES
MIGUEL ANGEL DEL VALLE PANDURO
BRENNA CARLA DA SILVA GONÇALVES
LARISSA CUNHA BICHARA
LUIZ SEBASTIÃO DO NASCIMENTO
ENDERSON BENDELACK OLIVEIRA
MAURO SÉRGIO DA SILVA LAMEIRA
RONALDO LIMA SANTOS JÚNIOR
ANA LÚCIA FERREIRA DIAS
Assessor Especial
THIAGO DE MORAES NISIMURA
ALAN LOBATO FARIAS
ANTONIO BAETAS OLIVEIRA JUNIOR
RENAN SANTOS MIRANDA
IVONALDO RIBEIRO ALVES DE OLIVEIRA
HAILA BENSIMON BEMERGUY BOBINA
Assessor de Gabinete II
LUIS CARLOS DA SILVA PINA
MARCIA REGINA QUEIROZ ALEXANDRE
RAMON ROBERTO TAVARES PORTAL
CARLOS ALBERTO MOURA DA CRUZ
NIVALDO BRUNO DA SILVA LEAL
ANTONIA CIRINO DA SILVA

Uma morte de passarinho!...


De Simão Jatene sobre Benedito Nunes:
"Em nome de todos os paraenses, agradeço a inestimável contribuição do mestre Benedito José Nunes à cultura do país. A sua dedicação como escritor, crítico de arte, filósofo e professor é irretocável. Mais ainda, sua grandeza como paraense se revelou quando recebeu convites irrecusáveis para trabalhar em outros centros, no Brasil e no exterior, mas escolheu o Pará como destino e lugar para viver e construir a sua vasta e admirável trajetória intelectual. O Pará, reconhecido, saberá honrar a sua memória".
E do CJK: “O intelectual verdadeiro é o que procura, incansavelmente, a verdade, mas não apenas para festejar intimamente, mas para dizê-la, escrevê-la e sustentá-la publicamente. E ele assim o fez, e de forma diferenciada. Em contraponto com a trajetória de outros "intelectuais", Benedito Nunes nunca se acercou do Poder, ao contrário de outros, para quem a proximidade com as eventuais camadas dominantes funciona como a validação de suas ideias e projetos. Partiu em Paz, sem comprometer sua independência”.

sábado, 26 de fevereiro de 2011

Blogueiros unidos jamais serão vencidos: encontro reúne toda a fauna da blogosfera paraense. Em pauta, a criação de uma libertária Rede de Notícias



Acontece hoje, na sede da CNBB (Tv. Barão do Triunfo, 3151, entre Almirante Barroso e 25 de setembro), o I Encontro de Blogs do Pará.
Vai reunir a diversificada fauna da blogosfera paraense e pode resultar numa extraordinária iniciativa para a Liberdade de Informação: a criação de uma libertária Rede de Notícias.
Será um encontro de apaixonados, portanto. 
Não perca a oportunidade de conhecer essas excêntricas figuras (ou seja, nós!). 
Dê uma passadinha por lá!
I Encontro de Blogs do Pará
Tema: As Redes Sociais e o Governo
Programação.
09h00
Formação da Mesa de Abertura.
10h30
Palestra. Prof. Fabio Castro, doutor em Sociologia, professor da UFPA, pesquisador do programa de pós-graduação Comunicação e Cultura na Amazônia. Ex-Secretário de Comunicação do Governo Ana Júlia, editor do blog Hupomnemata.
12h30
Almoço
14h30 - Oficina sobre ferramentas para Redes Sociais
15h30 - Debate sobre a criação de uma Rede de Notícias da Blogosfera Paraense
16h30 – Debate sobre a criação de um coletivo de Blogs do Pará (Associação, Cooperativa, Fórum)
17h30 - Aprovação de moções e Carta do Encontro.
18h30- Encerramento

Juiz federal recua na ameaça de prisão do jornalista Lúcio Flávio Pinto e revoga parcialmente sigilo do processo contra os Maiorana



NOTA À IMPRENSA – Lúcio Flávio Pinto – Belém, 25/02/2011

Hoje, aproximadamente às 18 horas, um oficial de justiça me entregou despacho do juiz Antonio Carlos Almeida Campelo, do qual dei ciência. Nesse despacho, datado deste mesmo dia, o titular da 4ª vara federal de Belém revogou parcialmente decisão que tomou no dia 22, pela qual proibiu a mim, como editor do Jornal Pessoal, de continuar a divulgar informações relativas a processo no qual dois dos proprietários do grupo Liberal, Romulo Maiorana Júnior e Ronaldo Maiorana, além de mais dois diretores da empresa, João Pojucam de Moraes e Fernando Nascimento, foram denunciados pelo Ministério Público Federal por crime contra o sistema financeiro nacional. O magistrado decidiu manter o sigilo “tão-somente quanto aos documentos bancários e fiscais constantes dos autos”.
Pela decisão fica-se agora sabendo que o sigilo foi decretado exatamente no dia em que Ronaldo, Pojucam e Fernando depuseram perante a 4ª vara, no dia 2 deste mês, embora o processo tenha sido iniciado em agosto de 2008. O juiz decidiu que o depoimento dos réus deveria ser protegido como segredo de justiça, ainda que a origem do processo seja uma ação penal pública contra pessoas que fraudaram as normas legais para se apossar de dinheiro público, os incentivos fiscais repassados pela Sudam (Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia). Todas as provas foram produzidas pela Receita Federal entre 2000 e 2002. Nenhum dos documentos, bancários e fiscais, foi obtido através de quebra de sigilo.
O juiz Antonio Campelo determinou que a revogação parcial do seu ato fosse comunicada a todos os órgãos de imprensa de Belém. A proibição atingiu apenas o Jornal Pessoal, por ter sido o único que divulgou o que ocorreu durante a audiência do dia 2. Segundo o jornal, Ronaldo Maiorana confessou a prática de fraude para a obtenção da contrapartida dos recursos fiscais administrados pela Sudam.
No despacho de revogação o magistrado anuncia que marcou a nova audiência de instrução e julgamento para 17 de maio e que mandou intimar o réu Romulo Maiorana Júniorpessoalmente por mandado com urgência”. O citado réu já faltou a três audiências, inclusive à última, à qual seu irmão, que é também seu sócio, compareceu. A audiência foi marcada em setembro do ano passado, com cinco meses de antecedência. Mesmo assim, Romulo Júnior decidiu viajar para Miami, nos Estados Unidos, só retornando a Belém cinco dias depois da audiência.
Segue-se a íntegra do despacho:

Chamo o feito à ordem.
Considerando que os atos judiciais, em regra, devem ser públicos e ainda que deve ser respeitado o direito à informação, REVOGO, em parte, a decisão de fl. 1.961, de 02/02/11, pelo qual determinou que o processo em epígrafe corresse sob sigilo de justiça, para MANTER o sigilo tão-somente quanto aos documentos bancários e fiscais constantes dos autos.
Por conseqüência, REVOGO o despacho de fl. 1.970, de 22/02/11, que proibiu publicação de notícia a respeito do processo, com a ressalva do parágrafo anterior.
Aguar-se a continuidade da audiência de instrução e julgamento designada para o dia 17/05/11, às 14h30. Intime-se o réu Rômulo Maiorana Júnior pessoalmente por mandado com urgência.
Publique-se na íntegra. Intimem-se. Oficiem-se com cópia deste despacho aos principais periódicos desta Capital.
Cumpra-se com diligência.
Belém/PA, 25 de fevereiro de 2011.
ANTONIO CARLOS ALMEIDA CAMPELO
Juiz Federal Titular da 4.ª Vara/PA

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Para as Vossas Excelências. E podem "virem"! Vumbora!

Em defesa da liberdade de imprensa: CNJ no juiz Antonio Carlos Campelo e em todo o Judiciário paraense!


São CNJ precisa baixar com urgência no Estado do Pará.
Só assim, quem sabe, nossos doutos magistrados, os meritíssimos muito bem remunerados com dinheiro público, vão parar de burlar as leis que deveriam defender.
Juízes são cidadãos togados. Mas, em última análise, apenas e tão somente cidadãos.
Não estão acima do bem e do mal. Não integram uma casta de “intocáveis”. Não podem se movimentar para além dos limites impostos a todo e qualquer cidadão.
Pelo contrário: até pela nobre função em que estão investidos, têm é de estar entre os primeiros, na linha de frente, na defesa do Estado Democrático de Direito.
Juízes não têm de ser “amiguinhos” de alguém, ou candidatos a mister ou miss simpatia. E, muito menos, podem se acachapar.
Têm é de cumprir e fazer cumprir a Lei. E se não têm noção da Dignidade do cargo que ocupam, não servem, definitivamente, para tão extraordinária função.
A ameaça que paira sobre o jornalista Lúcio Flávio Pinto merece o repúdio de toda a sociedade paraense.
E, mais ainda, a firme decisão de impedir que se efetive tamanha ilegalidade, tamanho desrespeito à Liberdade de Expressão.
Se o juiz Antonio Carlos Almeida Campelo, da Justiça Federal do Pará, pretende pisotear a Constituição, que o faça no quintal de sua casa.
Mas que não imagine, nem por um segundo, como seu quintal, a sociedade paraense.
Foi-se o tempo em que os doutos magistrados podiam simplesmente agir como se ainda vivêssemos sob o Antigo Regime.
O avanço da Democracia impõe que se comportem como cidadãos, nos limites impostos a todos os cidadãos.
E se não aceitam isso; se acham que é “um pouco demais” exigir que respeitem os demais cidadãos, que sejam, então, apeados do cargo que ocupam.
O que este blog propõe é um abaixo-assinado ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ), em defesa do jornalista Lúcio Flávio Pinto e da Liberdade de Expressão.
Literalmente, um pedido de socorro ao CNJ contra o comportamento destemperado – para dizer o mínimo! - do juiz Antonio Carlos Almeida Campelo, que abusa de sua condição ao ameaçar de prisão e de multa impagável um jornalista que simplesmente cumpriu a obrigação de noticiar.
As informações recebidas por este blog acerca do juiz Antonio Carlos Almeida Campelo são gravíssimas.
Em primeiro lugar, ele teria proibido a divulgação de fatos processuais sem qualquer pedido das partes – quer dizer, por iniciativa própria, como se tivesse algum interesse pessoal nesse caso.
E mais: esse “segredo de justiça” que ele utiliza para ameaçar Lúcio Flávio Pinto seria posterior à audiência noticiada. E tão recente, que nem sequer constaria no site do tribunal.
Ademais, desde quando jornalista está submetido a “segredo de justiça”? E “segredo de justiça” em um processo que envolve suposto desvio de recursos públicos e, portanto, o interesse público.
E a liberdade de imprensa, que é garantida pela Constituição, onde é que fica?
E a liberdade de expressão, que é cláusula pétrea da Constituição, onde é que fica?
Será que tudo isso pode ser simplesmente jogado no lixo por um juiz que, de forma repugnante, até pede licença ao acusado para tratá-lo por “doutor”?
Um juiz assim não pode continuar na condução desse processo. E, muito menos, no exercício da Magistratura.
Temos de por um fim nesse tipo de coisa. Chega! Basta!
Temos de ter uma atitude firme diante desses juízes que não honram a confiança que lhes foi CONCEDIDA pela sociedade.
CNJ no cidadão Antonio Carlos Almeida Campelo! CNJ em todos os magistrados que se comportem assim!
Iniciemos aqui uma faxina no Judiciário paraense.
Pois, quem sabe, a alvejar tão emporcalhadas togas é que a gente consiga sair dessa condição miserável, medieval, a que alguns ainda insistem a nos relegar.
FUUUUUUUUIIIIIIIIIIII!!!!!!!

Caso Cerpasa volta a andar: valei-nos, São CNJ!!!

E o Caso Cerpasa – quem diria!... – parece que finalmente voltou a andar.
Na sexta-feira passada, o inquérito no qual o governador Simão Jatene está indiciado por corrupção foi devolvido ao Ministério Público pela Polícia Federal, depois de lá permanecer durante dois anos e dois meses.
Mais precisamente, desde o dia 20 de novembro de 2008, quando foi levado pela PF, por um prazo que deveria ser de apenas 90 dias, para uma perícia contábil requisitada pelo MPF.
Na última segunda-feira, 21, o procurador da República André Viana opinou pela remessa dos autos ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) e remeteu a papelada ao Tribunal Regional Federal no Pará.
No dia 23, veio a decisão já esperada: o juiz Rubens Rollo D’Oliveira, da 3 Vara Federal, declinou da competência para julgar o caso, que tem de ser encaminhado ao STJ devido ao foro privilegiado do governador.
Só hoje, no entanto, é que o blog poderá saber quais as providências determinadas por Rubens Rollo que levaram à nova retirada dos autos, ontem, pelo MPF, conforme se vê na movimentação processual abaixo.
Leia as matérias publicadas pela Perereca sobre o Caso Cerpasa aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/01/caso-cerpasa-deve-agitar-bastidores.html
A expectativa é que ainda neste primeiro semestre a Procuradoria Geral da República (PGR) decida se denuncia ou não Jatene à Justiça, com base nas provas coletadas por esse inquérito.
Os supostos crimes investigados são dignos do Barra Pesada: Jatene e os secretários de Estado Sérgio Leão e Teresa Cativo, além da auditora da Sefa Roberta Chiari e do ex-dono da Cerpasa, Konrad Seibel, são suspeitos, com todas as letras,  de corrupção.
O inquérito se arrasta desde 2004 – ou seja, há sete anos.
Foi aberto pelo STJ, a pedido da PGR, quando Jatene ainda exercia o primeiro mandato de governador.
E em setembro de 2007, como Jatene já deixara o cargo e perdera o foro privilegiado, foi encaminhado à Justiça Federal do Pará, onde chegou em 2 de outubro daquele ano – quer dizer, há quase três anos e meio.
Agora, espera-se que São CNJ obrigue a uma tramitação mais rápida do Caso Cerpasa.
O que será bom até para o próprio governador, que deve estar ansioso para provar a sua inocência.  
Veja o quadro da movimentação processual do Caso Cerpasa no TRF do Pará:



Seção Judiciária do Pará(PA)
Consulta Processual - w3

Processo: 2007.39.00.009063-6
Nova Numeração: 8797-90.2007.4.01.3900
Classe: 279 - INQUÉRITO POLICIAL(15601)
Vara: 3ª VARA FEDERAL 
Juiz: RUBENS ROLLO D'OLIVEIRA
Data de Autuação: 01/10/2007
Distribuição: 14 - REDISTRIBUICAO POR DEPENDENCIA: RECEBIDOS DE OUTRA SECAO/SUBSECAO JUDICIARIA (02/10/2007)
Nº de volumes: 7
Objeto da Petição: 5190800 - CORRUPÇÃO PASSIVA (ART. 317) - CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA - PENAL
5180900 - FALSIDADE IDEOLÓGICA (ART. 299) - CRIMES CONTRA A FÉ PÚBLICA - PENAL
5220400 - CORRUPÇÃO ATIVA (ART. 333) - CRIMES PRATICADOS POR PARTICULAR CONTRA A ADMINISTRAÇÃO EM GERAL - DIREITO PENAL
Processo de Origem: 0002.00.40.176179-1
Origem do Processo: SUPERIOR TRIBUNAL DE JUSTIÇA
Observação:
Localização: MPF
Dependente ao: 2005.39.00.003085-6















Movimentação




Data Cod Descrição Complemento.
24/02/2011 14:47126 CARGA: RETIRADOS MPFCOM 07 VOLUMES - INTERESSADO:MPF  
23/02/2011 17:44153 DEVOLVIDOS C/ DECISAO OUTROS (ESPECIFICAR)DECLINA COMPETENCIA PARA O STJ EM RAZÃO DE FIGURAR COMO INVESTIGADO CHEFE DO PODER EXECUTIVO ESTADUAL  
21/02/2011 19:27137 CONCLUSOS PARA DECISAO
21/02/2011 19:26218 RECEBIDOS EM SECRETARIADO MPF  
20/11/2008 17:54126 CARGA: RETIRADOS POLICIA FEDERALPRAZO 90 DIAS - INTERESSADO:DPF  
20/11/2008 17:53154 DEVOLVIDOS C/ DESPACHO
18/11/2008 15:06137 CONCLUSOS PARA DESPACHO
18/11/2008 15:06218 RECEBIDOS EM SECRETARIADO MPF  
10/11/2008 18:48126 CARGA: RETIRADOS MPFCOM 07 VOLUMES; 08 APENSOS E 01 VOLUME COM DOCS. DESENTRANHADOS AGUARDANDO ENC. AO DPF - INTERESSADO:MPF  
10/11/2008 18:48218 RECEBIDOS PELO DIRETOR SECRETARIA PARA ATO ORDINATORIOVISTA AO MPF  
10/11/2008 18:48210 PETICAO / OFICIO / DOCUMENTO: RECEBIDA(O) EM SECRETARIA(2ª) OF DO DPF ENCAMINHANDO OS AUTOS A ESTE JUÍZO  
10/11/2008 18:47210 PETICAO / OFICIO / DOCUMENTO: RECEBIDA(O) EM SECRETARIAPROCURAÇÃO DE KONRAD AO DR. LAURIA FL. 1769  
05/11/2008 14:49218 RECEBIDOS EM SECRETARIA
12/05/2008 13:40126 CARGA: RETIRADOS POLICIA FEDERALPRAZO DE 90 DIAS - INTERESSADO:DPF  
12/05/2008 13:40218 RECEBIDOS EM SECRETARIAAPENAS PARA RETIFICAR O Nº DO OFíCIO EXPEDIDO QUE é DE Nº 1166/2008  
12/05/2008 13:17126 CARGA: RETIRADOS POLICIA FEDERALPRAZO DE 90 DIAS - INTERESSADO:DPF  
12/05/2008 13:16204 OFICIO EXPEDIDOOF. 166/2008 ENCAMINHANDO DOCUMENTOS DESTINADOS AOS IPLS 148 E 149/2007, ALéM DESTES AUTOS PARA OS DEVIDOS FINS  
23/04/2008 17:59154 DEVOLVIDOS C/ DESPACHOENCAMINHEM-SE OS AUTOS AO DPF PARA REALIZAR AS DILIGÊNCIAS REQUERIDAS PELO MPF, PELO PRAZO DE 90 DIAS  
17/04/2008 10:24137 CONCLUSOS PARA DESPACHO
16/04/2008 14:52210 PETICAO / OFICIO / DOCUMENTO: RECEBIDA(O) EM SECRETARIA
15/04/2008 17:08218 RECEBIDOS EM SECRETARIA
27/02/2008 16:17126 CARGA: RETIRADOS MPFPARA, QUERENDO, OFERECER DENÚNCIA - INTERESSADO:MPF  
27/02/2008 16:15218 RECEBIDOS PELO DIRETOR SECRETARIA PARA ATO ORDINATORIOREMETAM-SE OS AUTOS AO MPF PARA OS DEVIDOS FINS  
22/02/2008 20:22137 CONCLUSOS PARA DESPACHO
22/02/2008 20:18218 RECEBIDOS EM SECRETARIADO MPF  
19/02/2008 14:30126 CARGA: RETIRADOS MPFINTERESSADO:MPF  
15/02/2008 13:48153 DEVOLVIDOS C/ DECISAO OUTROS (ESPECIFICAR)"VISTA
AO MPF, PARA REQUERER O QUE ENTENDER DE DIREITO, MAS, CASO MANTIDO SEU
POSICIONAMENTO, DETERMINO O ENVIO DOS AUTOS AO PROCURADOR-GERAL DA
REPÚBLICA, NA FORMA DO ART. 28/CPP (2ª CÂMARA DE COORDENAÇÃO E REVISÃO),
POR PRESENTE HIPÓTESE DE ARQUIVAMENTO INDIRETO."  
28/12/2007 11:47137 CONCLUSOS PARA DECISAO
28/12/2007 11:36210 PETICAO / OFICIO / DOCUMENTO: RECEBIDA(O) EM SECRETARIA
03/12/2007 10:46218 RECEBIDOS EM SECRETARIADO MPF  
05/10/2007 12:45126 CARGA: RETIRADOS MPFCOM VISTA - INTERESSADO:MPF  
04/10/2007 18:54218 RECEBIDOS PELO DIRETOR SECRETARIA PARA ATO ORDINATORIO
02/10/2007 15:48137 CONCLUSOS PARA DESPACHO
02/10/2007 15:48218 RECEBIDOS EM SECRETARIADA DISTRIBUIÇÃO  
02/10/2007 15:08223 REMETIDOS VARA PELA DISTRIBUICAO
02/10/2007 15:08170 INICIAL AUTUADA
02/10/2007 10:1514 REDISTRIBUICAO POR DEPENDENCIA: RECEBIDOS DE OUTRA SECAO/SUBSECAO JUDICIARIAINQ 465/PA-STF - 2004/0176179-1  









Partes

Tipo Nome
REQTE.MINISTERIO PUBLICO FEDERAL
REQDO.TEREZA LUSIA MARTIRES COELHO CATIVO ROSA
REQDO.SIMAO ROBISON OLIVEIRA JATENE
REQDO.KONRAD KARL SEIBEL
REQDO.ROBERTA CHIARI FERREIRA DE SOUZA
REQDO.FRANCISCO SERGIO BELICH DE SOUZA LEAO

BRUNA KOURY (PA00011805)

ROBERTO LAURIA (PA00007388)


Assessores Especiais já são 411. Só os salários dos novos nomeados vão consumir mais de R$ 12 milhões por ano


De uma só canetada, o governador Simão Jatene nomeou, ontem, mais 19 assessores especiais.
Agora, já são 411 os assessores especiais nomeados por Jatene em apenas 55 dias de governo, o que representa uma despesa superior a R$ 12,1 milhões por ano – numa estimativa por baixo.
E, saliente-se, apenas com esses que estão sendo nomeados agora – ou seja, sem contar os assessores “herdados” da administração petista.
Segundo o portal Transparência Pará, só agora em janeiro, a Casa Civil pagou R$ 884.717,27, de vencimentos e vantagens fixas de pessoal, de um total empenhado que ficou em mais de R$ 1,8 milhão.
Leia a matéria do blog sobre os R$ 30 milhões gastos por ano com os assessores especiais, nos governos tucanos e no governo petista. Aqui: http://pererecadavizinha.blogspot.com/2011/02/farra-dos-assessores-especiais-consome.html
Veja abaixo a lista dos assessores especiais nomeados ontem, 24 de fevereiro, por Jatene. O número ao lado indica o lugar que ocupam na lista publicada anteontem, quando as nomeações chegavam a 392 – ou 7 por dia, desde 1 de janeiro.
Em tempo: no Diário Oficial de ontem também houve um “rebaixamento”: um certo Manoel Plácido Ramos Silva, que era assessor especial II virou assessor especial I (daí que a relação de agora parta do número 94 e não do 95).
No cálculo das despesas salariais foi considerado um aumento de mais ou menos 20% em relação à tabela publicada anteontem, que é de 2005. 
Assim, os vencimentos estariam em R$ 4.000,00, R$2.700,00, R$ 1.500,00, R$ 1.200,00 e R$ 900,00, respectivamente, para Assessor Especial II, I, Assessor, Assessor de Gabinete II e Assessor de Gabinete I.O 13 entrou no cálculo.

Assessor Especial II

94-HELOISA HELENA CARNEIRO AGUIAR
95-CELIANA MARIA DE AZEVEDO CHAVES
96-TEREZINHA DE JESUS MORAES CORDEIRO
97-MÁRPIA CALLEGARI
98-CELESTE REGINA CAVALLEIRO DE MACEDO RIBEIRO
99- MÁRIO JOSÉ MENDES

Assessor Especial I

116-CAP QOPM ALEX TEIXEIRA RAPOSO
117-CAP QOPM GIORGIO CHRISTIANO ANDRADE MARIÚBA
118-MANOEL SOARES DA COSTA
119-JOÃO LOURENÇO PAXIUBA NETO
120 – MANOEL PLÁCIDO RAMOS SILVA

Assessor Especial

18-HILARIO MILTON DA SILVA JUNIOR
19-ROSANGELA DE LIMA RODRIGUES

Assessor de Gabinete II

85-ARNALDO VALENTE RODRIGUES
86-3º SGT PM MARIA DO PERPÉTUO SOCORRO SIQUEIRA TRINDADE
87-3º SGT PM FRANK ROBERTO LIMA MATOS 
88-EULÁLIA ROMANA DA PAIXÃO
89-ELIAS JORGE DOS SANTOS JUNIOR

Assessor de Gabinete I

83-JEAN CARLOS SILVA DOS SANTOS
84-CB PM RG 19853 RAIMUNDO BENEDITO NOGUEIRA